Pular para o conteúdo principal

Guarabira/PB: A plenária dos contracheques

Por: Joseilton Gomes - Ikeda (Radialista)

<Artigo de opinião extraído na integra do Blog: Caderno de Matérias>

Na tarde deste domingo (08) aconteceu a tão anunciada e aguardada plenária do Partido Socialista Brasileiro de Guarabira (PB) para lançar pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito de Guarabira pelos “girassóis” nas eleições de 2016. Apesar dos convites, a população de Guarabira, mais uma vez, não compareceu. A festa estava bonita, que o diga o povo do contracheque - que ocupou o ambiente. Isso é normal. Eles mesmos admitem.

A ausência popular se dá, talvez, pelo que a imprensa local tem divulgado: que lideranças ‘girassóis’ têm se beneficiado do poder público estadual deixando de lado os apelos e interesses da população guarabirense para assistir, apenas, o povo de casa. Além disso, as “brigas” internas, tão evidentes entre integrantes desse bloco político, revelam que o ‘jardim dos girassóis’ de Guarabira, por enquanto, está meio dividido. Eles negam.

Se há divisão, logo não há consenso. E sem consenso fica difícil lançar um nome que, realmente, represente “o novo” e cresça no gosto popular. Afinal, o que há de novo na política de Guarabira a não ser o nome de Deda Claudino, do PMDB; e do professor Belarmino Mariano, do PSOL? Gente, o bloco dos ‘girassóis’ é formado por veteranos na política local - dissidentes de Paulino e Toscano, em sua maioria. E isso eles não têm como negar.

Só existe novo, no bloco ‘girassóis’, na mente de quem está sendo pago para reforçar essa ideia. Os votos de Beto Meireles - para prefeito - são do PSDB de Zenóbio Toscano, por exemplo, – assim como os de Josa da Padaria, até então, são do PMDB de Roberto Paulino. Se os dois não têm a devida influência para convencer o governador a investir em Guarabira, imagine, então, eleger uma chapa que derrote as duas forças políticas do município (!).

Eu não estou subestimando a força do socialismo guarabirense. Tudo é possível nesse jogo político. No entanto, vencer as eleições de 2016 propondo “mais do mesmo”, no meu ponto de vista, vai ser tão duro quanto a tal “madeira de lei que cupim não rói”, parafraseando o competente Célio Alves, secretário executivo do Estado. E o povo sabe disso, tanto que não participa dos eventos e ações do "40". Definitivamente, nem todos são girassóis.

O público presente na plenária de domingo se resumiu a aliados do governador Ricardo Coutinho (PSB). E nem todos foram! Alguém viu o empresário João Rafael por lá? E Jarbas? E Raminho Talibã? Na boca de muitos 'girassóis', inclusive, JR não presta mais. Se uma grande parte dos participantes era de familiares de integrantes do bloco ‘girassóis’, a outra veio de fora para preencher o espaço no recinto. Quase todos, porém, têm contracheque no Estado.

Nenhum integrante do PSB de Guarabira fez o programa político na Rádio Rural AM na tarde deste domingo. A plenária também não teve cobertura. Não deram qualquer satisfação. Ou os 'girassóis' abandonaram o horário ou JR quis mostrar quem manda na emissora - lembra da 'foto da discórdia'? O locutor do horário – coitado! – ficou lamentando e ainda chegou a dizer que a plenária do PSB não foi tão organizada assim como era esperado. Estranho, não?

A plenária começou tarde e terminou cedo. É que dos muitos nomes que as lideranças do bloco ‘girassóis’ diziam ter para lançar como pré-candidatos em Guarabira, dois veteranos poderão ir para o sacrifício: Beto Meireles e Josa da Padaria - não necessariamente nessa ordem. O primeiro já foi derrotado 02 vezes nas urnas. O outro, pelo menos, chegou a ser prefeito com os votos do PMDB, porém teve suas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado. É essa a nova proposta do PSB para Guarabira?

Quatro nomes, na verdade, foram lançados: Beto, Josa, Gilson Cândido e Coronel Alencar. Embora estejam no mesmo bloco, nem todos são 'girassóis'. Conforme Raminho Talibã, aliado de primeira hora do governador RC, "nesse meio tem os verdadeiros, os genéricos e os falsos girassóis". Os dois nomes que disputarão a eleição só serão confirmados em janeiro, após uma pesquisa de satisfação - e se a rejeição a todos os nomes não chegar a 100%. #Política  

Da Redação
Via: Caderno de Matéria Ikeda

As Mais Visitadas

Prefeitos baianos do PMDB, DEM e outras siglas fazem fila de quase uma hora para tirar selfies com Lula

Ontem (19) pela manhã, o petista participou de um evento com mais de 60 prefeitos de cidades do interior baiano. Na plateia havia políticos de partidos como PMDB e DEM, que apoiaram o Senado investigasse a ex-presidente Dilma Rousseff e integram a base do governo Michel Temer. Quem via de longe pensava que as filas próximas ao palco para tirar uma selfie com Lula era da comunidade local, mas eram compostas na realidade por gestores das mais variadas correntes.Apesar das críticas de Lula ao atual presidente Michel Temer, os prefeitos formaram uma fila de quase uma hora para tirar fotos com o petista. Um prefeito do PMDB que pediu para não ter o nome divulgado explicou tanta admiração. Segundo ele, Lula é muito admirado no Nordeste e pode ser um grande cabo eleitoral para 2018.Lula usou um palavrão para criticar a situação econômica do País. "Este País é grande demais. Este País não nasceu para ser a m. que é", disse o ex-presidente que logo em seguida tentou se desculpar. &qu…

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Mari e Sapé na PB; universitários revelam situação do transporte municipal para as faculdades

Revista Páginas - Universitários da cidade de Mari e Sapé, ambos localizados na zona da mata da Paraíba, que necessitam utilizar os ônibus que as prefeituras dos municípios citados acima disponibilizam não estão nada satisfeitos. Por meio das redes sociais os estudantes denunciam a situação precária do serviço oferecido.Foto 1: Alunos da cidade de Mari.Segundo relatou a universitária Marcela Monteiro em seu perfil no Facebook, ela foi "obrigada" a fazer o trajeto de ida e volta para João Pessoa, dividindo a poltrona com outros dois colegas. Não há acentos disponível para a demanda. A universitária revelou que a secretária de educação foi procurada e não conseguiu uma solução para o problema. Foto 2: Alunos da cidade de Sapé.Na cidade de Sapé, cerca de 20 alunos são transportados em pé todas as noites, no ônibus que os levam para a IESP Faculdade. Conforme escreveu nas redes sociais Quelfn Antônio ao esplanar o problema. "Risco de quedas e de se machucarem, sem contar co…