Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 13, 2016

Ministro da Justiça combaterá ação de movimentos de esquerda

Recém-empossado como novo ministro da Justiça, o ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo, Alexandre de Moraes, defendeu nesta quinta-feira (12) que a atuação violenta de movimentos de esquerda deverá ser combatida."A partir do momento que seja MTST, ABC, seja ZYH, que deixam o livre direito de se manifestar para queimar pneu, colocar em risco as pessoas, aí são atitudes criminosas que vão ser combatidas, assim como os crimes", disse após participar da cerimônia de posse do ministro Gilmar Mendes como presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).Nas últimas semanas, Moraes foi criticado por ter ordenado, sem mandado judicial, a entrada da Polícia Militar no Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, então ocupado por estudantes que protestavam por fornecimento de merenda.O ministro também chamou de "atos de guerrilha" protestos realizados em São Paulo no início desta semana contra o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.Sobre as críti…

'Não vou fazer milagres em dois anos', diz Temer

O presidente interino, Michel Temer, afirmou que pretende colocar o país nos trilhos, mas admitiu ser impossível fazer milagres em dois anos, caso o afastamento da presidente Dilma Rousseff seja definitivo. Em entrevista à revista Época, a primeira desde que assumiu, Temer estabeleceu quatro prioridades para seu governo: melhorar a economia, restaurar a relação com o Congresso, equilíbrio na relação entre União e estado, além de mudar a cultura política do país.- Quero, com a ajuda de todos, botar o país nos trilhos nesses dois anos e sete meses. Quero que, ao deixar a Presidência, olhem para mim e digam ao menos: ‘Esse sujeito arrumou o país’ - disse Temer à revista, sem deixar de lado o tom realista:- Não vou fazer milagres em dois anos.
Assim como em seu primeiro pronunciamento, durante a posse dos novos ministros, na quinta-feira, o presidente interino deixou claro que a economia é a sua maior prioridade. Ele afirmou que tem plena confiança em Henrique Meirelles, ministro da Fazend…

Com 5 obras inacabadas no José Américo, Prefeito de Mari/PB assina ordem de serviço para início de mais uma

As vésperas do início do processo eleitoral 2016, o Prefeito de Mari, Zona da Mata da Paraíba, promove uma verdadeira ‘maratona’ de assinaturas de ordem de serviço para início de obras, mesmo sem concluir muitas que se iniciaram justamente na pré-campanha de 2014.Nesta sexta-feira (13), o Prefeito assina Ordem de Serviço para início do calçamento da Rua Manoel Monteiro Sampaio no Bairro José Américo, mas no mesmo bairro cinco (5) obras encontra-se abandonadas sem previsão de conclusão por parte da prefeitura. Elas tiveram suas ordens de serviços assinadas em maio de 2014, as vésperas do início do processo eleitoral daquele ano.
Conforme registrou a Revista EXPRESSO de fevereiro deste ano e o Jornal Correio da Paraíba, no Bairro José Américo as margens da PB 073, quem viaja de João Pessoa para a região do Brejo da PB, ou vice-versa, pode constatar o ‘esqueleto’ de um galpão que deveria servir de apoio para as costureiras, mas está inacabado. Mais a frente o que deveria ser uma Academia …

Em Mari/PB vereador experiente mostra vigor em evento

O lendário vereador José Martins da cidade de Mari, na PB, participou hoje (13), das comemorações do dia das mães, realizada pela escola Pedro Leite Filho, localizada no bairro Pasto Novo. O vereador ministrou para as mães dos alunos que estiveram presente na comemoração alusiva ao seu dia na instituição. As fotos publicadas numa rede social, nota-se o vigor físico do vereador José Martins, e o seu poder de superação, haja vista, pelo trauma recente, à perca precoce de um filho em um trágico acidente automobilístico.  O vereador, e sindicalista, José Martins, sempre agregou em sua trajetória o diálogo e a serenidade. Da Redação
Revista Páginas

Imprensa Alemã vê falência do Brasil

Uma nação "que queria ser moderna" recua no tempo e se coloca ao lado de Honduras e Paraguai como países onde "presidentes eleitos foram afastados de forma questionável", afirmam análises de jornais e sites estrangeiros sobre o impeachment de Dilma Rousseff; com o título "Um país perde", o site Spiegel Online afirma que "o drama em torno da presidente é um vexame para um país afundado na crise"; na análise do semanário Die Zeit, o afastamento de Dilma é "a declaração de falência do Brasil"; no Süddeutsche Zeitung, a análise "Estes homens derrubaram a presidente" apresenta uma relação de todos os envolvidos no processo e diz que "a queda de presidente é muito mais o resultado de intrigas políticas, costuradas pelos adversários de Rousseff"Da Redação
Via: Brasil 247

Site sente-se ameaçado por vereador da cidade de Mari/PB

O site Mari Notícias, com sede no município de Mari na Paraíba, publicou hoje (13), uma matéria onde segundo a própria edição do site, o mesmo foi ameaçado pelo vereador do município Magdiel Olinto.

Confira à matéria na íntegra: Durante participação no Programa "Liberdade de Expressão" programa de notícias da Rádio Araçá FM levado ao ar na manhã de ontem 12/05, o Vereador Magdiel Olinto, ameaçou processar o Editor do Site Mari Notícias, Wagner Ribeiro, o Vereador Chegou a estipular até um prazo para que as informações publicadas em matéria no Site na última Quarta dia 11, a qual falava dar possibilidade do vereador acionar, a Justiça Eleitoral contra obras de Calçamentos, que estão sendo, executadas pela Prefeitura de Mari em Vários Bairros da Cidade.
A Posição de nós que fazermos o Site é bem Simples e Objetiva, não vamos nos amedrontar diante de ameaças para tentar calar nosso Site, se o Vereador não concorda com as colocações e acha que suas palavras foram mal interpretad…

RESISTÊNCIA: Atos públicos pelo Brasil tem confrontos entre polícias e manifestantes

No primeiro ato da Frente Povo Sem Medo contra o presidente em exercício Michel Temer, ontem, na Avenida Paulista, 5 mil manifestantes, segundo a Polícia Militar, caminharam até o prédio da Fiesp, onde o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem teto (MTST), Guilherme Boulos, afirmou que “aquela ação seria apenas um aviso, mas que se as elites insistissem no golpe, da próxima vez, o prédio (da Fiesp) seria invadido”.
Boulos também chamou a entidade de “covil de golpistas e fascistas”. Em frente ao prédio, um “pato” – que simboliza a campanha da Fiesp contra o aumento de impostos – foi queimado ou, simbolicamente, assado.
Ainda durante o discurso, Boulos afirmou que o movimento não reconhece o governo Temer como legítimo: “ Michel Temer que não ouse mexer nas políticas sociais, se ele fizer isso, o País pega fogo”, afirmou.
Para o líder do MTST, o ministério de Temer deve ter sido “surpreendente para quem bateu panelas contra a corrupção e agora tem que encarar um ministério cheio…