Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 8, 2017

Justiça do Trabalho não deveria nem existir, diz deputado Rodrigo Maia

O presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) declarou que o projeto de terceirização será votado nesta quinta-feira (9) durante evento em Brasília. "Vamos votar amanhã. A proposta do governo [de reforma Trabalhista] é tímida, acho que há temas que precisamos avançar", disse.Apresentado pela primeira vez há 19 anos, o projeto anistia débitos e penalidades aplicadas a empresas que praticam terceirização.O presidente da Câmara disse ainda que juízes do trabalho tomam decisões "irresponsáveis", que quebraram bares, restaurantes e hotéis no Rio de Janeiro, e que a Justiça do Trabalho "não deveria nem existir"."O excesso de regras no mercado de trabalho geraram 14 milhões de desempregados", afirmou.Maia afirmou também que o Congresso teve que aprovar a regulamentação da gorjeta. "Tivemos que aprovar uma regulamentação da gorjeta porque foi quebrando todo mundo pela irresponsabilidade da Justiça brasileira, da Justiça do Trabalho, q…

Mulheres da Paraíba: árbitra de futebol vira resistência contra o machismo

Cantadas, olhares tortos, provocações e concorrência desleal. Estas são algumas barreiras que Flávia Renally precisa vencer em seu dia a dia profissional. Ela é árbitra de futebol, atua hoje como auxiliar de arbitragem, e tenta exercer seu ofício da forma mais correta possível, mas sofre com o preconceito de quem acha que este é um trabalho predominantemente masculino. A jovem de 24 anos exerce o ofício desde 2013, mas lamenta as agressões e as desconfianças à sua capacidade dentro de campo apenas pelo fato de ser mulher. Na verdade, ela diz que sofre preconceito até mesmo de seus colegas de profissão.Os árbitros, em geral, são alvos constantes de críticas pesadas por parte das torcidas. Ninguém escapa. Mas a coisa fica mais grave quando uma mulher está em campo tomando decisões. Pois elas são sempre obrigadas a lidar frequentemente com os ataques.Flávia admite que, apesar de tudo, tenta tirar algo positivo das avaliações que os torcedores fazem. Se errou, tenta acertar na próxima. Ma…

Uma em cada três brasileiras foi vítima de violência em 2016

Uma em cada três brasileiras foi vítima de violência em 2016
Pesquisa do instituto Datafolha, divulgada nesta quarta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo, mostra que o  Brasil tem bem pouco a comemorar no Dia Internacional da Mulher. Segundo o levantamento, uma em cada três brasileiras com 16 anos ou mais foi espancada, xingada, ameaçada, agarrada, perseguida, esfaqueada, empurrada ou chutada em 2016.A pesquisa "Visível e Invisível: a Vitimização de Mulheres no Brasil", realizada a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, entrevistou mulheres de todo o país e ouviu de 29% delas a afirmação de que foram vítimas de violência verbal, física ou psicológica.Segundo o estudo, 66% dos brasileiros presenciaram uma mulher sendo agredida física ou verbalmente no ano passado,  e 61% dos agressores eram conhecidos das vítimas. Os casos de violência ocorreram em casa em 43% das vezes, na rua em 39% e 5% no trabalho, mesmo porcentual para as ocorrências nas baladas.Apesar de todas …

Mulheres donas de negócio crescem 12,5% em três anos na PB, diz Sebrae

Quatro mulheres. Todas sócias, líderes, donas do negócio. É assim que é gerida a marca de confecções Lerita, em João Pessoa. Ao longo de nove anos, a empresa que começou despretensiosamente formalizou a marca, ganhou uma sede, expandiu seu leque de produtos, introduziu mercadorias de outros estados e abriu uma loja na avenida comercial com um dos metros quadrados mais caros da cidade.Para provar que mulher na liderança nunca é demais, cada sócia tem uma função fundamental na gestão da empresa. Camila Neiva é a responsável pela comunicação, marketing e loja virtual. A irmã dela, Luana, cuida do desenvolvimento e pesquisa. A mãe das duas, Valéria, fica encarregada da produção dos produtos. A cunhada, Sara, administra as vendas e a loja física.
A Lerita reflete o cenário do mercado de empreendedores tanto na Paraíba quanto no país como um todo. O número de mulheres donas de negócio no estado cresceu 12,5% em três anos, segundo dados do estudo “Os Donos de Negócio no Brasil: análise por s…

Dom Manoel Delson é anunciado como novo arcebispo da Paraíba

Foi anunciado pelo Vaticano nesta quarta-feira (8) o novo arcebispo da Paraíba. O nome é de Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, de Campina Grande. Desde a renúncia de Dom Aldo di Cillo Pagotto, após carta em julho de 2016, a Arquidiocese da Paraíba seguia sob o comando de Dom Genival Saraiva de França.
O Administrador Apostólico da Arquidiocese da Paraíba, Dom Genival Saraiva de França, anunciou que recebeu a notícia da nomeção do novo arcebispo do Núncio Apostólico Dom Giovanni d’Aniello ainda no dia 20 de fevereiro. "Tenho a satisfação de lhe comunicar oficialmente que o Santo Padre Francisco nomeou Arcebispo dessa vacante Arquidiocese da Paraíba o Excelentíssimo Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, transferindo-o da sede episcopal de Campina Grande", explicou.Ainda de acordo com Dom Genival, a posse canônica de Dom Manoel Delson, como 7º Arcebispo Metropolitano, está marcada para o dia 20 de maio.
Dom Delson é natural da cidade de Biritinga, na Bahia, e nasceu no dia 10 de…