Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 16, 2017

PB: Botafogo emite nota de repúdio contra diretoria do Sousa EC

Nota de Repúdio

O Botafogo Futebol Clube vem à público manifestar seu repúdio à atitude da Diretoria do Sousa Esporte Clube, liderada pelo seu presidente, senhor Aldeone Abrantes que, acompanhado de outras 10 pessoas, tentaram agredir o Presidente do Clube Pessoense, José Freire da Costa, e o Diretor de Futebol, Breno Morais Almeida, durante o jogo de ontem, domingo, 15/01/2017, realizado na cidade de Sousa.
Ao tempo em que ressalta que este comportamento condenável não representa o da torcida do Sousa Esporte Clube. O respeito ao torcedor e a dirigentes adversários precisa ser uma prática comum e recorrente. O futebol deve servir como instrumento de propagação da união, jamais do ódio.
O Botafogo repudia veementemente toda e qualquer manifestação de violência, seja por meio de torcedores ou de dirigentes, desencadeando um sentimento beligerante que não condiz com a história dos duelos entra as duas instituições. Logicamente, dentro de campo, faremos de tudo para sairmos vencedores, seg…

Oito homens têm a mesma riqueza que 3,6 bilhões mais pobres do mundo

Um novo relatório da Oxfam, divulgado nesta segunda 16, revela que o fosso material entre o 1% e os 99% da humanidade, respectivamente, o topo e a base da pirâmide da riqueza mundial, torna-se cada vez maior, com consequências nefastas para a sociedade. O documento também capta uma tendência preocupante: o abismo entre ricos e pobres está aumentando em uma velocidade muito maior do que a prevista.Baseado no Credit Suisse Wealth Report 2016 e na lista de milionários da Forbes, o relatório alerta que apenas oito homens concentram a mesma riqueza do que as 3,6 bilhões de pessoas que fazem parte da metade mais pobre da humanidade. Os oito primeiros colocados na lista da Forbes são o criador da Microsoft, Bill Gates (75 bilhões de dólares), Amancio Ortega (67 bilhões), da grife espanhola Zara; Warren Buffet (60,8 bilhões), da Berkshire Hathaway, Carlos Slim (50 bilhões), das telecomunicações e Jeff Bezos (45,2 bilhões), da Amazon. Figuram ainda o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg (44, …

Despesas de Renan e Collor com Correios disparam

Os gastos dos senadores Fernando Collor (PTC-AL) e Renan Calheiros (PMDB-AL) com Correios dispararam em 2016 em relação a 2015.No caso do ex-presidente da República, o desembolso passou de R$ 50 mil para R$ 110 mil. Já o presidente da Casa usou R$ 10 mil para entrega de correspondência em 2015 e R$ 85 mil em 2016.Na soma de todos gabinetes, os gastos com Correios no Senado aumentaram de um ano a outro de R$ 2,9 milhões para R$ 3,1 milhões, corrigidos pela inflação.As despesas com correspondência entram na rubrica "outros gastos" do Senado. Cada parlamentar tem um limite de verba conforme o seu Estado de origem.Para aqueles com domicílio eleitoral em Alagoas, como Renan e Collor, o limite por mês variou entre R$ 7.500 e R$ 6.000 aproximadamente no ano passado –R$ 90 mil por ano. Membros da Mesa têm direito a mais R$ 1.300 mensais.Procuradas, as assessoria de ambos os senadores não responderam aos questionamentos da reportagem sobre o motivo do aumento.Embora o Brasil tenha al…

DCM: Temer é o chefe do esquema na Caixa

Uma reportagem do jornalista Joaquim de Carvalho no DCM, a partir das mensagens interceptadas pela Polícia Federal, demonstra que Michel Temer é o chefe do esquema de cobrança de propinas em contrapartida a empréstimos da Caixa Econômica Federal.Carvalho também questiona por que Temer ainda mantém em vice-presidências personagens citados nas investigações. Leia, abaixo, um trecho:Diante do impasse no grupo, para fazer Geddel se movimentar, Maluco (Funaro), numa mensagem a Cleto, entrega quem é o chefe:“Me faz um favor, liga p Geddel e vê em qual email ele quer que vc passe isso ou pra quem vc entrega que, se ele não resolver, vou fuder ele no Michel”.Michel Temer era, então, vice-presidente da República.Presidente, Michel Temer manteve as pessoas do grupo em postos chave da Caixa Econômica Federal, exceto o delator Fábio Cleto. E levou Geddel, o “porco folgado”, para ser seu braço direito no Palácio do Planalto.Brasil 247