Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 29, 2017

PM transmite a própria morte na web

O policial militar do Rio de Janeiro cometeu um suicídio e transmitiu ao vivo o ato na madrugada deste domingo (29) em Brás de Pina, na Zona Norte do Rio. Ao veicular as imagens, o soldado Douglas de Jesus Vieira, de 28 anos, se comunicava com pessoas que acompanhavam a transmissão antes de cometer o suicídio. Ele tinha seis anos na corporação e era lotado no 24º BPM (Queimados). O 16º BPM (Olaria) chegou ao local e encontrou o policial morto em sua cama, com uma pistola Taurus ao seu lado. Havia cinco munições. Também foi apreendido o celular com o qual Douglas transmitiu a morte.Recentemente, ele havia feito nas redes sociais uma paródia da música "Deu Onda", citando a crise no estado do Rio que dificulta o pagamento de diversas categorias, incluindo a PM. O Rio foi a primeira unidade federativa a decretar estado de calamidade financeira.Brasil 247

Depressão derruba impostos e Meirelles terá que cortar R$ 50 BI

A depressão econômica provocada por Michel Temer e Henrique Meirelles em 2016, ano em que o Brasil fechará com queda de quase 4% do PIB, se alastrou para 2017.Os dados de janeiro já indicam uma arrecadação bem abaixo do previsto, o que sinaliza a continuidade da recessão.Com isso, mesmo tendo obtido autorização do Congresso para um rombo fiscal de R$ 143 bilhões, a dupla já terá que cortar R$ 50 bilhões já no início do ano, para não correr o risco de estourá-la.Embora a situação fiscal do País tenha sido o pretexto para a deposição da presidente Dilma Rousseff, Temer e Meirelles, prisioneiros da tese de que não se pode aumentar impostos, estão aprofundando o rombo.Abaixo, nota de Lauro Jardim a respeito:Sem vigorOs primeiros números de arrecadação federal em janeiro estão bem abaixo do esperado. Ressabiada, a equipe de Henrique Meirelles já começou a fazer as contas de quanto vai faltar para bancar o Orçamento de 2017. Se não houver surpresas positivas, a solução será um contingenciam…

Reflexão: "Ela não sabe quem eu sou, mas eu sei muito bem quem ela é!"

Um senhor de bastante idade, chegou a um consultório médico, pra fazer um curativo em sua mão, na qual havia um profundo corte. Muito apressado pediu urgência no atendimento, pois tinha um compromisso. O médico que o atendia, curioso, perguntou o que tinha de tão urgente pra fazer. O simpático velhinho lhe disse que todas as manhãs ia visitar sua esposa que estava em tratamento numa clínica, com mal de Alzheimer em fase muito avançada. O médico, preocupado com o atraso do atendimento, disse: "Então hoje ela ficará muito preocupada com sua demora?" O velhinho respondeu: "Não, ela já não sabe quem eu sou. Há quase cinco anos que não me reconhece mais". O médico então questionou: "Mas então para que tanta pressa em vê-la todas as manhãs, se ela já não o reconhece mais?" O velhinho então deu um sorriso e, batendo de leve no ombro do médico, respondeu: "Ela não sabe quem eu sou… Mas eu sei muito bem quem ela é!" O médico teve que segurar suas lágrima…

Jornal Nacional ignora morte de Russo e é duramente criticado na web

Após 46 anos como assistente de palco dos principais programas da Rede Globo, Russo faleceu no sábado. Com 85 anos, o assistente de palco teve um AVC em 2015 e de lá pra cá as complicações com sua saúde aumentaram. Na ocasião, após ter saído da Globo, o contrarregra chegou a fazer um desabafo na web por ter sido "esquicido" pela emissora nas homenagens pelos 50 anos da TV.Mais uma vez Russo foi deixado de lado. O Jornal Nacional ignorou a morte do ex-assistente e foi imensamente criticado por internautas, como informa o UOL."A Globo fala da morte do John Hurt, mas não fala do Russo", afirmou um internauta."Estou decepcionada! Cadê a homenagem ao Russo ex-assistente de palco , que faleceu hoje?", disse outro.Russo passou pelos palcos dos programas da Xuxa, Faustão, Luciano Huck, entre outros. Em seu "protesto" por ter sido esquecido, ele chegou a afirmar que não podia nem mais entrar no Projac, sua "casa" por muitos anos. 
"Agora …