Pular para o conteúdo principal

Palmeiras vence Santos e é tricampeão da Copa do Brasil


Prass bateu o último, e converteu. O Palmeiras é tri da Copa do Brasil!

E deu Palmeiras! Em duelo de muita tensão na noite desta quarta-feira, no que foi a primeira decisão paulista da história da Copa do Brasil, o time alviverde embalou com o caldeirão montado no Allianz Parque, venceu o Santos por 2 a 1 no tempo normal - com dois gols de Dudu -, triunfou nos pênaltis por 4 a 3 e se sagrou tricampeão do torneio que já havia vencido em 2012 e 1998. O goleiro Fernando Prass bateu a penalidade decisiva que deu o título!

Os gols do título ao longo dos 90 minutos de bola rolando foram ambos marcado por Dudu, aos 11 e 39 minutos do segundo tempo, para delírio da casa palestrina, que agora viu o clube conquistar seu primeiro troféu desde a reforma que nomeou como Allianz Parque o antigo Palestra Itália.

O Palmeiras havia sido derrotado no confronto de ida por 1 a 0, na Vila Belmiro, e precisava vencer de qualquer maneira dentro de casa para ser campeão. Ricardo Oliveira fez o tento alvinegro nesta quarta.

Nos pênaltis, Zé Roberto, Jackson e Cristaldo converteram para a equipe alviverde, enquanto Geuvânio, Ricardo Oliveira e Lucas Lima converteram para o Santos. Rafael Marques, do Palmeiras, e os santistas Marquinhos Gabriel e Gustavo Henrique desperdiçaram.

O título vem para coroar um ano que estaria perdido se não fosse a conquista desta quarta. Vice-campeão do Paulista - em final contra o próprio Santos - e eliminado da disputa por vaga na Libertadores via Campeonato Brasileiro, o Palmeiras depositou todas as suas esperanças na Copa do Brasil. E não decepcionou.

De quebra, a conquista ainda salva o trabalho do técnico Marcelo Oliveira e o deixa livre da "maldição" da Copa do Brasil. O treinador havia sido vice três vezes da competição, duas com o Coritiba e outra com o Cruzeiro, e impediu que a quarta medalha de prata fosse parar em seu currículo.

Agora, o Palmeiras se credencia para voltar a disputar a Copa Libertadores da América. Campeão em 1999, o time alviverde não joga o torneio desde 2013, quando caiu nas oitavas de final diante do mexicano Tijuana.

O Santos, por sua vez, pode se tornar o único grande paulista fora da competição continental no ano que vem, se o São Paulo confirmar o quarto lugar no Brasileirão na rodada do fim de semana. O Corinthians garantiu presença após conquistar a Série A de forma antecipada há duas semanas.

A decisão começou eletrizante. Logo na saída de bola, aos dez segundos de partida, Arouca tocou, Barrios desviou e colocou Gabriel Jesus na cara do gol. Sozinho, o jovem chutou em cima de Vanderlei, que salvou com os pés e evitou o primeiro gol do Palmeiras.
Em seguida, aos 7 minutos, Zeca fez linda jogada pela esquerda e tocou para Marquinhos Gabriel, que cortou para o meio e parou em grande defesa de Fernando Prass. No rebote, Victor Ferraz chutou de dentro da área e carimbou a trave palmeirense.

O lance foi o único de perigo na etapa inicial. Melhor em campo, o Palmeiras por pouco não abriu o placar em pelo menos outras duas oportunidades.

Primeiro, João Pedro invadiu a área pela direita e cruzou. Dudu apareceu para finalizar, se jogou para alcançar, mas não conseguiu concluir em direção ao gol e mandou para o alto.

Depois, em boa troca de passes do Palmeiras, Robinho tocou de calcanhar para Gabriel Jesus, que foi desarmado por David Braz. A bola tocou no cotovelo do zagueiro, mas o árbitro Heber Roberto Lopes mandou o jogo seguir.

Aos 27, nova chance alviverde. Robinho cruzou da direita, a bola tocou no gramado e sobrou para Barrios. O centroavante desviou de cabeça para Vanderlei fazer uma linda defesa e evitar o primeiro gol do Palmeiras.

No segundo tempo, o Palmeiras continuou melhor na partida. Mesmo com a saída de Gabriel Jesus no fim da etapa inicial, após o jovem sentir dores e dar lugar a Rafael Marques.

Aos 11 minutos, enfim a rede foi balançada no Allianz Parque. Lucas Barrios fez a parede e deu bom passe para Robinho na área. O meio-campista tocou de lado e encontrou Dudu, em condição legal, para apenas desviar às redes de Vanderlei e abrir o placar, para explosão das arquibancadas alviverdes.

A partir do gol, o jogo ficou mais nervoso. Pior no clássico, o Santos tentava segurar a partida, sem levar perigo à defesa palestrina. O Palmeiras, por sua vez, passou a esbarrar nos próprios erros, e o clima de apreensão tomou conta também das torcidas, que se dividiram em vaias e gritos de incentivo.

Aos 39 minutos, Robinho cobrou a falta em jogada ensaiada, e Vitor Hugo desviou de cabeça para o meio da área. A bola passou por três defensores do Santos e sobrou para Dudu empurrar para as redes.

Podia ser o gol do título do Palmeiras, mas Marquinhos Gabriel cobrou o escanteio dois minutos depois, Werley desviou de calcanhar e a bola sobrou livre para Ricardo Oliveira na entrada da pequena área. O artilheiro do Brasileirão só empurrou para as redes e levou a decisão para os pênaltis.

Nos pênaltis, Zé Roberto, Jackson e Cristaldo converteram para a equipe alviverde, enquanto Geuvânio, Ricardo Oliveira e Lucas Lima converteram para o Santos. Rafael Marques, do Palmeiras, e os santistas Marquinhos Gabriel e Gustavo Henrique desperdiçaram.

Prass bateu o último, e converteu. O Palmeiras é tri da Copa do Brasil!

Da Redação
Via: MSN


As Mais Visitadas

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Ex-atriz da globo deixa vergonha de lado e fica completamente nua ao trocar biquíni em praia

Segundo fotógrafo que fez os cliques, Clariane Caxito estava posando para um catálogo de moda praia, por isso a desinibida troca de roupaClariane Caxito, atriz que participou do "Zorra Total" antes do programa ser reformulado, foi flagrada em poses bem indiscretas neste domingo, 22. Ela foi vista na praia do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, enquanto trocava de biquíni.Isso mesmo que você leu. Sem a menor cerimônia, a morena ficou com os seios à mostra no momento de mudar o sutiã e depois também trocou a calcinha, deixando absolutamente tudo de fora!Segundo o fotógrafo que fez os cliques, Clariane estava acompanhada por uma equipe de profissionais, enquanto posava para um catálogo de moda praia, por isso a troca de biquíni. Nas imagens, no entanto, nenhum sinal de outra pessoa, a não ser a "peladona da praia".Após a troca de biquíni, a morena foi se refrescar no mar e, antes de entrar na água, deu uma empinada estratégica no bumbum. EGO

Mari/PB: Anos dourado do futebol amador

Os anos 90 foram de glória para o futebol amador da bela cidade de Mari na Paraíba.
O estádio Pedro Thomé de Arruda foi palco de grandes jogos do concorrido campeonato Mariense. Grandes equipes à exemplo;  Botafogo de Tita, ABC da rua 15, 5 da manhã do amigo - amiguinho, Estrela Vermelha, Vasco, Palmeiras do Guarda e muitos outros...
Aos finais de semana, o campeonato Mariense era atração certa. A rivalidade entre as equipes despertavam o interesse do público que lotavam o estádio do Cruzeiro localizado no bairro Vermelho.
Um campeonato bem organizado, e com personagens inusitados; kinket massagista, o trio do Botafogo-Tita, Nô e Alexandre garapão, os irmãos do ABC, Ramo Mago do Abacaxi, Guarda do Palmeiras e etc...
Atrás do alambrado os torcedores, motivados pelos belos jogos, participavam de forma eufórica nas partidas. No estádio era fácil de encontrar lanches deliciosos; laranja, amendoim, pastel e o popular "dindin".
No estádio as discussões sadias entres os torced…