Pular para o conteúdo principal

Dilma se diz 'injustiçada' e que está apenas no começo da luta

Em sua primeira declaração pública desde a derrota na Câmara, a presidente Dilma Rousseff afirmou que se sentiu "indignada" e "injustiçada" com a aprovação do impeachment e acusou seu vice, Michel Temer, de trair e conspirar abertamente contra ela.

Em pronunciamento nesta segunda-feira (18), a petista afirmou que está apenas "no início da luta", e não no fim de seu mandato, e que estão "torturando" seus sonhos e direitos, momento no qual embargou a voz.

"Não é o começo do fim, estamos no início da luta e ela será longa e demorada", disse. "Estou tendo meus sonhos e direitos torturados, mas não mataram em mim a esperança, porque sei que a democracia é sempre o lado bom da história", acrescentou.

Dilma criticou a Câmara por ter reservado um tratamento a ela diferente do oferecido a seus antecessores em relação às chamadas "pedaladas fiscais". Segundo ela, eles também realizaram iniciativas contábeis que, na época, não foram caracterizadas como ilegais ou criminosas.

"Foi praticado por outros presidentes antes de mim e não se caracterizaram como atos ilegais ou criminosos, foram atos legais. Quando me sinto injustiçada e indignada é porque a mim se reserva um tratamento que não se reservou a ninguém"

De acordo com ela, é "estarrecedor" que um vice-presidente conspire contra a presidente abertamente. "Em nenhuma democracia do mundo, uma pessoa que fizesse isso seria respeitada, porque a sociedade não gosta de traidores", disse.

A petista não descartou, mas disse que não avalia neste momento a possibilidade de apresentar ao Congresso Nacional projeto para antecipar para este ano a eleição presidencial. Ela ressaltou, contudo, que "todas as outras alternativas", dentro de um processo democrático, poderão ser avaliadas.

Ela disse ainda que o governo não abrirá mão de "nenhum instrumento para exercer o direito de defesa", confirmando que a AGU (Advocacia-Geral da União) recorrerá ao STF (Supremo Tribunal Federal) questionando o mérito do processo de impeachment. Ela antecipou também que participará de sua defesa no âmbito do Senado.

"Eu vou enfrentar todo o processo e vou participar e me defender juntos aos senadores", disse. "Tenho ânimo, força e coragem para apresentar, apesar do sentimento de tristeza, não vou me abater, vou continuar lutando".

Ela ressaltou ainda que "qualquer governo pode cometer erros", mas que ressentimentos não são motivo de impeachment. A petista anunciou ainda que o deputado federal Mauro Lopes (PMDB-MG), licenciado da Secretaria de Aviação Civil, não voltará ao governo federal. Na sessão de domingo (17), ele votou a favor do impeachment.

"Eu enfrentei um terceiro turno e agora vou para o quarto turno. Depois do quarto turno, teremos de ter um novo rearranjo do governo federal", disse.

A presidente disse ser vítima do "mais abominável crime contra uma pessoa", uma vez que está sendo condenada injustamente. Segundo ela, nenhum governo será legítimo sem passar por um processo democrático.

A petista criticou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmando que ele não tem legitimidade para estar à frente de um julgamento contra ela.

Da Redação
Via: Folha de S.Paulo

As Mais Visitadas

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Ex-atriz da globo deixa vergonha de lado e fica completamente nua ao trocar biquíni em praia

Segundo fotógrafo que fez os cliques, Clariane Caxito estava posando para um catálogo de moda praia, por isso a desinibida troca de roupaClariane Caxito, atriz que participou do "Zorra Total" antes do programa ser reformulado, foi flagrada em poses bem indiscretas neste domingo, 22. Ela foi vista na praia do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, enquanto trocava de biquíni.Isso mesmo que você leu. Sem a menor cerimônia, a morena ficou com os seios à mostra no momento de mudar o sutiã e depois também trocou a calcinha, deixando absolutamente tudo de fora!Segundo o fotógrafo que fez os cliques, Clariane estava acompanhada por uma equipe de profissionais, enquanto posava para um catálogo de moda praia, por isso a troca de biquíni. Nas imagens, no entanto, nenhum sinal de outra pessoa, a não ser a "peladona da praia".Após a troca de biquíni, a morena foi se refrescar no mar e, antes de entrar na água, deu uma empinada estratégica no bumbum. EGO

Mari/PB: Anos dourado do futebol amador

Os anos 90 foram de glória para o futebol amador da bela cidade de Mari na Paraíba.
O estádio Pedro Thomé de Arruda foi palco de grandes jogos do concorrido campeonato Mariense. Grandes equipes à exemplo;  Botafogo de Tita, ABC da rua 15, 5 da manhã do amigo - amiguinho, Estrela Vermelha, Vasco, Palmeiras do Guarda e muitos outros...
Aos finais de semana, o campeonato Mariense era atração certa. A rivalidade entre as equipes despertavam o interesse do público que lotavam o estádio do Cruzeiro localizado no bairro Vermelho.
Um campeonato bem organizado, e com personagens inusitados; kinket massagista, o trio do Botafogo-Tita, Nô e Alexandre garapão, os irmãos do ABC, Ramo Mago do Abacaxi, Guarda do Palmeiras e etc...
Atrás do alambrado os torcedores, motivados pelos belos jogos, participavam de forma eufórica nas partidas. No estádio era fácil de encontrar lanches deliciosos; laranja, amendoim, pastel e o popular "dindin".
No estádio as discussões sadias entres os torced…