Pular para o conteúdo principal

Loco Abreu atrai patrocínio de R$ 1 milhão e vende 350 camisas do Bangu

Ao atingir a sensação térmica de mais de 40 graus, Bangu ferve. É este o clima com a chegada de Loco Abreu, que tornou Moça Bonita mais atrativa e ajudou a vender 1.200 ingressos para a estreia do time, domingo, contra a Portuguesa.

A partida será um grande homenagem a Loco. O uruguaio ganhará camisa comemorativa e todas aquelas surpresas compatíveis com momentos de estreia como este. Mas é o Bangu que celebra.

A apresentação de Loco (há exatos 30 dias) já foi responsável pela venda de 350 camisas em um mês, 50% de todo o estoque vendido em 2016.

Por causa do Uruguaio, o Bangu lançará o seu programa de sócio-torcedor,  o "Partiu Bangu". Custará R$ 29,90 e o clube quer captar mil torcedores em 60 dias.

Responsável por grande parte da folha salarial, de R$ 380 mil, Loco trará retorno em breve. O clube negocia acordo milionário com patrocinador para o Carioca. Dinheiro que pagará com folga os vencimentos do futebol, consumidos, em sua maior parte, também por Peralta e Almir.

Profissional do mercado financeiro, Luiz Henrique Lessa, diretor-executivo do Bangu, explica como funciona o processo de resgate do tradicional clube do Rio, que completará 113 anos em abril, número da camisa de Loco Abreu, que foi racional ao escolher o time da Zona Oeste em seu retorno ao Brasil, com diz o executivo.

- Ele se encaixa neste processo de resgate do Bangu e reconstrução da marca. Estas 350 camisas vendidas em um mês refletem o interesse crescente não apenas por parte da torcida, mas das empresas. Estamos conduzindo negociações que renderão, em patrocínio master, R$ 1 milhão ao Bangu no Carioca - disse Lessa, ressaltando o cuidado extensivo aos demais setores do clube:

- O Bangu não tinha departamento de marketing, já tem. Não há endividamentos bancários, apenas passivo trabalhista, com processos isolados. Em breve, lançaremos nossa própria plataforma de venda na internet e, somado ao programa de sócio-torcedor, vamos criar receitas capazes de bancar a parte estrutural sem dependermos das cotas de TV, nossa principal fonte econômica hoje em dia.

O Globo

Comentários

As Mais Visitadas

Ex-atriz da globo deixa vergonha de lado e fica completamente nua ao trocar biquíni em praia

Segundo fotógrafo que fez os cliques, Clariane Caxito estava posando para um catálogo de moda praia, por isso a desinibida troca de roupaClariane Caxito, atriz que participou do "Zorra Total" antes do programa ser reformulado, foi flagrada em poses bem indiscretas neste domingo, 22. Ela foi vista na praia do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, enquanto trocava de biquíni.Isso mesmo que você leu. Sem a menor cerimônia, a morena ficou com os seios à mostra no momento de mudar o sutiã e depois também trocou a calcinha, deixando absolutamente tudo de fora!Segundo o fotógrafo que fez os cliques, Clariane estava acompanhada por uma equipe de profissionais, enquanto posava para um catálogo de moda praia, por isso a troca de biquíni. Nas imagens, no entanto, nenhum sinal de outra pessoa, a não ser a "peladona da praia".Após a troca de biquíni, a morena foi se refrescar no mar e, antes de entrar na água, deu uma empinada estratégica no bumbum. EGO

Sem calcinha, atriz da globo usa vestido de mais de R$ 80 mil em festa e chama a atenção; veja!

Adriana Birolli apostou em um look vermelho cor do pecado para a festa de Totalmente Demais, cujo valor é estimado em 80 mil reais assinado por Lethicia Bronstein, sandálias de acervo pessoal, além de joias e clutch de Luciana Salem. Para a produção, a atriz contou com maquiagem de Renner Souza e cabelos por Sandro Barreto.Sem lingerie e sem tapa-sexo, Birolli se mostrou segura com relação à ousadia. "Apesar das fendas e recortes, me sinto super segura porque o vestido é bem estruturado, não vai ter perigo de mostrar algo. O vestido foi feito especialmente para a festa", contou ela a QUEM."Não vai mostrar nada, é tranquilo. Se fosse mais curto, até daria medo, mas foi feito sob medida", completou ela, bem à vontade por estar livre, leve e solta por baixo do modelito."Não me sinto desconfortável. Não saio sempre sem lingerie, porque tem roupas e roupas, né? Tem umas que é melhor não usar, porque vai estragar o look. Como este, em que Lethicia Bronstein faz um v…

Parte da História da Cidade de Mari Paraíba-PB

Em 1873, com a passagem da Estrada de Ferro - CWRB (hoje Rede Ferroviária do Nordeste) na região onde se situa o município, foi construída uma Estação Ferroviária, hoje (Rádio Araçá), iniciando-se o povoamento do lugar que recebeu o nome de Araçá, fruto existente em grande quantidade na região.Em 1900, construiu-se a Capela, hoje (Paróquia do Sagrado Coração de Jesus) que atraiu novos moradores. Foi aberta, então, a primeira rua, a rua do comércio, progredindo o povoado, que alcançou a categoria de Vila, em 1938.Em 1946, as famílias de Manoel de Paula Magalhães e de José Leão de Oliveira, procedentes de Alagoas, implantaram e desenvolveram a cultura do fumo, antes uma das maiores riquesas do município.Em 1953, a Capela foi elevado à Paróquia, tendo como primeiro vigário o padre João de Noronha.Sua formação administrativa: Distrito criado com a denominação de Araçá, por ato municipal anterior a 02-03-1938 e em virtude do Distrito no parágrafo único do artigo 10 da Lei Estadual N° 424, …