Pular para o conteúdo principal

Alguns mitos e verdades sobre a Cárie, por Diogo Paiva

Apesar de ser uma das doenças de maior prevalência no mundo, muitas pessoas ainda têm muitas dúvidas sobre o tema, no entanto, não se preocupam o suficiente para esclarecer essas dúvidas por pensarem que a cárie é um problemazinho que pode ser facilmente resolvido. Não é bem assim que funciona, apesar de geralmente (quando diagnosticada precocemente) ser de fácil tratamento, a cárie dentária pode influenciar na progessão ou até mesmo no aparecimento de novas doenças. Futuramente iremos falar sobre as doenças que de certa forma possuem alguma relação com a cárie, mas, antes disso, vamos esclarecer algumas dúvidas que as pessoas tem em relação ao problema.

Primeiramente vamos explicar o que é a cárie. A cárie é uma doença que está relacionada à desmineralização do dente, que ocorre quando tipos específicos de bactérias produzem ácidos que destroem o esmalte do dente e a camada do dente logo abaixo dela, a dentina. Quando diagnósticada em seu estado inicial pode ser  tratada apenas com aplicações de flúor. Mas, se já houver uma caviade, será necessário o uso de um material restaurador.

Agora vamos esclarecer alguns mitos e verdades sobre a cárie.

Começaremos pelos mitos:

Cáries são contagiosas: apesar de haver a transferência de bactérias através do beijo, isso não é suficiente para causar a cárie, pois a própria pessoa já convive com essas bactérias em sua boca. Para que ocorra a cárie, devemos ter além das bactérias, os açúcares que servirão de alimento para as mesmas produzirem ácidos que vão desmineralizar nossos dentes.

Crianças têm mais cárie que adultos: Na realidade, o que ocorre é que as crianças têm uma maior dificuldade na higienização, portanto ficam mais propensas a adquirir cárie. Por esse motivo, torna-se extremamente necessária a supervisão e até auxílio de um adulto na escovação.

Mulheres grávidas têm mais cárie: As gestantes acabam mudando muitos hábitos alimentares e sentem ânsia ao escovar dentes e língua, portanto, a maior prevalência de cárie não está relacionada a gravidez e sim a essas mudanças tanto alimentares, principalmente açúcares, quanto de deficiência de higienização.

Após tratada, a cárie não volta: O tratamento restaurador resolve o problema momentâneo, porém, se os hábitos não forem modificados, há uma grande chance de recidiva da doença.

Agora algumas verdades.

Bactérias causam a cárie: Sim, as bactéria causam a cárie, mas para que isso ocorre elas necessitam de alimento, encontrando esse alimento nos restos alimentares que acabam fcando presos em nossos dentes, por isso a importância da escovação após as refeições, como também do uso do fio dental.

Refrigerantes causam cárie: Sozinhos não causam a carie, porém, os rerigerantes são muito ricos em açúcares, que é o alimento das bactérias causaoras de cárie. Outro ponto negativo é que além dos açúcares, são muito ácidos, facilitando a desmineralização pelas bactérias.

Salgadinhos  também causam cáries: Como geralmente são feitos de amido, um outro alimento para as bactérias cariogênicas, quando ingeridos e fixados aos dentes servem de combustível para a produção de ácidos pelas bactérias. As bactérias produzem os ácidos através do amido e forma mais lenta, no entanto, ele tem uma maior fixação aos dentes, podendo permanecer ali por mais tempo, principalmente quando não há escovação ou essa é realizada de forma inadequada.

Escovar os dentes após as refeições é a melhor maneira de previnir a cárie: Através da escovação eliminamos os restos de alimentos que poderiam servir de alimento para as bactérias. E quando utilizamos um creme dental fluoretado, o flúor presente atua na remineralização dos dentes e na redução da perca mineral quando os ácidos estão sendoproduzidos pelas bactérias.

Espero que com essas informações você possa melhorar seus hábitos e evitar o aparecimento de cáries, com isso terá não só uma boca mais saudável, mas, uma vida mais saudável.

Diogo Paiva

As Mais Visitadas

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Ex-atriz da globo deixa vergonha de lado e fica completamente nua ao trocar biquíni em praia

Segundo fotógrafo que fez os cliques, Clariane Caxito estava posando para um catálogo de moda praia, por isso a desinibida troca de roupaClariane Caxito, atriz que participou do "Zorra Total" antes do programa ser reformulado, foi flagrada em poses bem indiscretas neste domingo, 22. Ela foi vista na praia do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, enquanto trocava de biquíni.Isso mesmo que você leu. Sem a menor cerimônia, a morena ficou com os seios à mostra no momento de mudar o sutiã e depois também trocou a calcinha, deixando absolutamente tudo de fora!Segundo o fotógrafo que fez os cliques, Clariane estava acompanhada por uma equipe de profissionais, enquanto posava para um catálogo de moda praia, por isso a troca de biquíni. Nas imagens, no entanto, nenhum sinal de outra pessoa, a não ser a "peladona da praia".Após a troca de biquíni, a morena foi se refrescar no mar e, antes de entrar na água, deu uma empinada estratégica no bumbum. EGO

Mari/PB: Anos dourado do futebol amador

Os anos 90 foram de glória para o futebol amador da bela cidade de Mari na Paraíba.
O estádio Pedro Thomé de Arruda foi palco de grandes jogos do concorrido campeonato Mariense. Grandes equipes à exemplo;  Botafogo de Tita, ABC da rua 15, 5 da manhã do amigo - amiguinho, Estrela Vermelha, Vasco, Palmeiras do Guarda e muitos outros...
Aos finais de semana, o campeonato Mariense era atração certa. A rivalidade entre as equipes despertavam o interesse do público que lotavam o estádio do Cruzeiro localizado no bairro Vermelho.
Um campeonato bem organizado, e com personagens inusitados; kinket massagista, o trio do Botafogo-Tita, Nô e Alexandre garapão, os irmãos do ABC, Ramo Mago do Abacaxi, Guarda do Palmeiras e etc...
Atrás do alambrado os torcedores, motivados pelos belos jogos, participavam de forma eufórica nas partidas. No estádio era fácil de encontrar lanches deliciosos; laranja, amendoim, pastel e o popular "dindin".
No estádio as discussões sadias entres os torced…