Pular para o conteúdo principal

Áudio de jogador do Treze/PB vazado na internet expõe crise e clima conturbado no PV

O ambiente no Treze definitivamente não é dos melhores. A sequência de três jogos sem vencer, a saída do G-4 e a cobrança da torcida transformaram o Presidente Vargas num barril de pólvora prestes a explodir. A derrota para o Auto Esporte, no último sábado(18), foi a gota d'água para acabar a paciência dos torcedores com o elenco.

Um dos alvos da torcida é o meia Anderson Feijão, que supostamente fez um gesto agressivo para a torcida ainda no Estádio Almeidão, em João Pessoa, enquanto ainda estava no banco de reservas. O jogador teria sido ostensivamente cobrado por alguns torcedores quando o ônibus que levava a delegação do Treze de volta para Campina Grande fez uma parada no Cajá (tradicional ponto de apoio dos viajantes), na cidade de Caldas Brandão.

Um áudio compartilhado nas redes sociais, supostamente gravado por Feijão, conta que alguns torcedores pediram que ele descesse do ônibus e chegaram a ameaçar a sua família. Na declaração, o jogador revela que está com o salário atrasado e que  fez o gesto - obsceno - para um torcedor específico, que em diversas partidas estava o perseguindo e não para a torcida, como compartilham nas redes sociais.

- Os caras estavam no restaurante lá, cercaram o ônibus, pediram que eu descesse para me pegar. Os caras todos chapados, fazendo dancinha de torcida organizada. Falaram que iriam me pegar no PV, que iam em um treino lá para me pegar, que não era pra eu sair com minha família, que iriam me pegar na rua. Não dá. Eu fiz o negócio (o gesto obsceno), mas eu fiz para um cara só, que  todo o jogo ele fala uma besteira para mim. A gente já está com o salário atrasado e o cara ainda vai para o campo ficar me xingando. Eu nem estava em campo. É um exagero falar que eu fiz para a torcida. Eu não ia estragar tudo que eu conquistei, o pouco tempo que eu entrei em campo, todo mundo gostou de mim - teria dito Anderson Feijão, no áuáudio

GE

As Mais Visitadas

Prefeitos baianos do PMDB, DEM e outras siglas fazem fila de quase uma hora para tirar selfies com Lula

Ontem (19) pela manhã, o petista participou de um evento com mais de 60 prefeitos de cidades do interior baiano. Na plateia havia políticos de partidos como PMDB e DEM, que apoiaram o Senado investigasse a ex-presidente Dilma Rousseff e integram a base do governo Michel Temer. Quem via de longe pensava que as filas próximas ao palco para tirar uma selfie com Lula era da comunidade local, mas eram compostas na realidade por gestores das mais variadas correntes.Apesar das críticas de Lula ao atual presidente Michel Temer, os prefeitos formaram uma fila de quase uma hora para tirar fotos com o petista. Um prefeito do PMDB que pediu para não ter o nome divulgado explicou tanta admiração. Segundo ele, Lula é muito admirado no Nordeste e pode ser um grande cabo eleitoral para 2018.Lula usou um palavrão para criticar a situação econômica do País. "Este País é grande demais. Este País não nasceu para ser a m. que é", disse o ex-presidente que logo em seguida tentou se desculpar. &qu…

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Fla encaminha empréstimo do atacante paraibano Thiago Santos para o futebol da Índia

Revista Páginas - Segundo a Coluna do Flamengo, site que trata só de assuntos do rubro-negro carioca, o jogador Thiago Santos, natural da cidade de Mari, na Paraíba, será emprestado ao Mumbai City, da índia. O jovem atleta irá assinar contrato de sete meses com o clube indiano.O time é o mesmo do uruguaio Diego Forlán, craque da Copa de 2010. Cafú, também cria do Flamengo como Thiago Santos, atuou pelo clube em 2016.O paraibano Thiago Santos subiu aos profissionais do Flamengo no começo de 2016, mas nunca teve muitas oportunidades. Neste ano, o atacante teve uma série lesão do joelho antes do começo da temporada e ainda não entrou em campo.O jogador de 22 anos tem sete jogos e um gol pelos profissionais do clube.