Pular para o conteúdo principal

TJ-DF suspende decisão que proibia jornais de noticiarem chantagem a Marcela Temer

O desembargador Arnoldo Camanho de Assis, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF), suspendeu nesta quarta-feira (15) uma decisão da semana passada que impedia os jornais "Folha de S.Paulo" e "O Globo" de publicarem reportagens sobre um chantagem de um hacker contra a primeira-dama, Marcela Temer.

Na nova decisão, o magistrado reproduz precedentes do Supremo Tribunal Federal (STF) contrários à censura e diz que a proibição violava a liberdade de expressão.

"Enquanto estiver produzindo efeito, não só o direito da parte recorrente ['Folha de S.Paulo'] está a correr grave dano, na medida em que se lhe restringe o amplo direito à manifestação, como, mais que isso, é a própria coletividade que se vê privada do direito de participar do debate democrático decorrente do pluralismo de opiniões acerca de fato relevante", escreveu Assis.

Segundo o desembargador, "assim como é certo, por um lado, que a liberdade de expressão, 'enquanto direito fundamental, tem, sobretudo, um caráter de pretensão a que o Estado não exerça censura', não é menos certo, por outro lado, que 'a proibição de censura não obsta, porém, a que o indivíduo assuma as consequências, não só cíveis, como igualmente penais, do que expressou'".

O advogado da primeira-dama, Gustavo do Vale Rocha, informou que não recorrerá. Em manifestação esta terça, o porta-voz da Presidência da República afirmou que tentou-se imputar ao presidente Michel Temer a "pecha de inimigo e censor da imprensa", mas que ele tem "compromisso inarredável" com a liberdade de imprensa.

Na última sexta (10), o juiz Hilmar Raposo Filho, da 21ª Vara Cível de Brasília, atendeu a pedido de Marcela Temer para proibir publicação de informações sobre o caso, contidas num processo judicial em que o hacker foi condenado após copiar fotos, vídeos e mensagens de texto do celular da primeira-dama.

Na ação, a defesa alegou que eventuais reportagens sobre o material encontrado no celular trazia risco à intimidade e à vida privada e poderia violar o sigilo de comunicações. Assim, o juiz decidiu que a eventual publicação do conteúdo levaria os jornais ao pagamento de multa no valor de R$ 50 mil.

No recurso, a "Folha de S. Paulo" argumentou que todas as informações obtidas pelo jornal foram extraídas de ações judiciais públicas e de livre acesso e que vinham sendo acompanhadas há meses por repórteres.

Ao suspender a proibição, o desembargador Arnoldo de Assis ponderou que, apesar da proibição de censura, a liberdade de imprensa "não deve ser exercitada de modo irresponsável" e que eventuais abusos sujeitam o veículo a posterior punição.

Ressalvou, por outro lado, que a "Folha de S.Paulo" não se pauta por "linha editorial irresponsável ou abusiva" para violar a intimidade de Marcela e do presidente Michel Temer.

G1

As Mais Visitadas

Prefeitos baianos do PMDB, DEM e outras siglas fazem fila de quase uma hora para tirar selfies com Lula

Ontem (19) pela manhã, o petista participou de um evento com mais de 60 prefeitos de cidades do interior baiano. Na plateia havia políticos de partidos como PMDB e DEM, que apoiaram o Senado investigasse a ex-presidente Dilma Rousseff e integram a base do governo Michel Temer. Quem via de longe pensava que as filas próximas ao palco para tirar uma selfie com Lula era da comunidade local, mas eram compostas na realidade por gestores das mais variadas correntes.Apesar das críticas de Lula ao atual presidente Michel Temer, os prefeitos formaram uma fila de quase uma hora para tirar fotos com o petista. Um prefeito do PMDB que pediu para não ter o nome divulgado explicou tanta admiração. Segundo ele, Lula é muito admirado no Nordeste e pode ser um grande cabo eleitoral para 2018.Lula usou um palavrão para criticar a situação econômica do País. "Este País é grande demais. Este País não nasceu para ser a m. que é", disse o ex-presidente que logo em seguida tentou se desculpar. &qu…

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

FOTOS: Almoço pronto no acampamento do MST em Jandaira/BA a espera de Lula

Tudo pronto para o almoço deste domingo (20) com o ex-presidente Lula, no Acampamento Valdir Macedo do MST em Jandaira (BA). Fotos: Mídia Ninja