Pular para o conteúdo principal

Temer desiste da aprovação de projeto mais brando da terceirização

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, Temer deverá sancionar, com alguns vetos, o projeto de terceirização aprovado pela Câmara

Ideia inicial do governo Temer era mesclar as duas propostas aprovadas nas duas casas legislativas, substituindo os trechos que fossem considerados mais duros do texto da Câmara pelos trechos mais brandos da proposta do Senado
O presidente Michel Temer deverá desistir da aprovação de um segundo projeto, mais brando, para regulamentar a terceirização no Brasil. De acordo com o site do jornal Folha de S. Paulo, Temer foi convencido a sancionar, com vetos parciais, o projeto aprovado pela Câmara dos Deputados no dia 22 de março, que libera a terceirização em todas as atividades das empresas. O projeto havia sido criticado pela oposição e por centrais sindicais por ser "bastante duro".

Ainda segundo a reportagem, a ideia inicial do Governo era mesclar as propostas aprovadas pelas duas casas legislativas, substituindo os trechos que fossem considerados mais duros do texto da Câmara pelos trechos mais brandos da proposta do Senado. O presidente teria mudado de ideia no final de semana, após a insatisfação apresentada por deputados da base governista. Para eles, a estratégia poderia representar uma forma de "desprestígio" da Câmara em relação ao Senado.

O presidente também tem recebido pressão do setor empresarial sobre a proposta da terceirização. Em um jantar realizado em São Paulo, Temer ouviu empresários defenderem a sanção do projeto aprovado pela Câmara dos Deputados.

Trechos mais brandos devem ser adicionados no relatório da reforma trabalhista
A proposta agora é de que os pontos mais relevantes ao projeto de terceirização que estava em tramitação no Senado sejam colocados no relatório da reforma trabalhista, que está sendo realizado pelo deputado Rogério Marinho (PSDB-RN). Auxiliares de Temer afirmam que a inclusão poderá ajudar numa tramitação mais rápida da reforma trabalhista pelo Congresso brasileiro, tratada como prioridade de momento do governo.

A inclusão desses trechos mais brandos com relação à terceirização está sendo negociada entre Marinho e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDC-CE). Os dois devem realizar uma reunião nesta terça-feira (28) para conversar e discutir sobre o tema. Informações da Folha de S.Paulo

As Mais Visitadas

Prefeitos baianos do PMDB, DEM e outras siglas fazem fila de quase uma hora para tirar selfies com Lula

Ontem (19) pela manhã, o petista participou de um evento com mais de 60 prefeitos de cidades do interior baiano. Na plateia havia políticos de partidos como PMDB e DEM, que apoiaram o Senado investigasse a ex-presidente Dilma Rousseff e integram a base do governo Michel Temer. Quem via de longe pensava que as filas próximas ao palco para tirar uma selfie com Lula era da comunidade local, mas eram compostas na realidade por gestores das mais variadas correntes.Apesar das críticas de Lula ao atual presidente Michel Temer, os prefeitos formaram uma fila de quase uma hora para tirar fotos com o petista. Um prefeito do PMDB que pediu para não ter o nome divulgado explicou tanta admiração. Segundo ele, Lula é muito admirado no Nordeste e pode ser um grande cabo eleitoral para 2018.Lula usou um palavrão para criticar a situação econômica do País. "Este País é grande demais. Este País não nasceu para ser a m. que é", disse o ex-presidente que logo em seguida tentou se desculpar. &qu…

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

FOTOS: Almoço pronto no acampamento do MST em Jandaira/BA a espera de Lula

Tudo pronto para o almoço deste domingo (20) com o ex-presidente Lula, no Acampamento Valdir Macedo do MST em Jandaira (BA). Fotos: Mídia Ninja