Pular para o conteúdo principal

Lázaro Ramos se emociona com fala de professora sobre racismo

A professora aposentada negra Diva Guimarães, de 77 anos, fez o ator Lázaro Ramos chorar de emoção, foi ovacionada por mais de 500 pessoas e saiu consagrada como a musa da Flip na manhã desta sexta-feira (28).

Durante a mesa "A pele que habito", que reuniu Ramos e a jornalista portuguesa Joana Gorjão Henriques para falar sobre racismo, a paranaense Guimarães pediu o microfone para fazer uma pergunta e acabou fazendo um depoimento sobre discriminação.

Guimarães, que começou a trabalhar aos cinco anos, é neta de escravos e filha da lavadeira. "Quando eu era criança, as freiras me contaram uma história de como Deus abençoou um rio e mandou todos os homens tomarem banho nele. Os mais trabalhadores e inteligentes chegaram primeiro, mergulharam no rio e saíram brancos.

Já os mais preguiçosos chegaram tarde e só havia um restinho de água. Por isso continuaram negros, só com a palma das maõs e a planta dos pés brancos", disse, entre lágrimas. "Os negros não saõ preguiçosos, este país vive hoje porque meus antepassados trabalharam muito", disse Guimarães, que foi aplaudida de pé.

"Sou uma sobrevivente pela luta e pela educação", disse. Ela contou que a mãe insistiu que ela estudasse e lavava roupa em troca de material escolar. Guimarães se formou e trabalhou como professora durante 40 anos, alfabetizando crianças e adultos. Hoje, vive em Curitiba com uma aposentadoria de R$ 1600.

"As pessoas falam bem de Curitiba, dizem que é uma cidade europeia, vai ver como é para os negros que moram na periferia."

"A senhora quer matar a gente", disse Ramos, chorando. "Meu coração está pequenininho. A senhora falou uma coisa muito importante precisamos investir em educação pública de qualidade."

O ator foi aplaudido e a plateia começou a gritar "Fora Temer". Ramos, autor de "Na minha pele", livro brasileiro de não-ficção mais vendido do país, disse que é importante o branco tomar consciência de sua "branquitude". "Estou muito feliz de ver essa plateia aqui cheia de brancos, preconceito não é uma questão só dos negros, todo mundo faz parte do problema e da solução."

Já Joana fez uma série de reportagens sobre a herança racista nas ex-colônias portuguesas na África, assunto que, segundo ela é ignorado pelos livros de história do país. "A ideia era desconstruir o mito de que Portugal tinha sido um bom colonizador."

Para concluir, Ramos leu um capítulo que escreveu para seu livro, mas acabou excluído. "Não somos só duas coisas, petralhas ou coxinhas, PT ou PSDB. Somos muito mais", leu. "Chamamos os políticos eleitos de governantes e não de servidores públicos, que é o que eles são. A crise não é só política ou econômica, vivemos uma crise civilizatória." E concluiu com uma pérola de sabedoria de sua avó. "Minha avó Edith diria que o primeiro passo é ter vergonha na cara." Muito aplaudido.

Ao final, dezenas de pessoas foram tirar selfies e abraçar Diva, que chegou a autografar vários exemplares do livro de Lázaro Ramos.

É a primeira vez que Diva vem à Flip. "Sempre foi meu sonho, agora que estou no bico do urubu, resolvi vir" (Folha de S.Paulo)

As Mais Visitadas

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Ex-atriz da globo deixa vergonha de lado e fica completamente nua ao trocar biquíni em praia

Segundo fotógrafo que fez os cliques, Clariane Caxito estava posando para um catálogo de moda praia, por isso a desinibida troca de roupaClariane Caxito, atriz que participou do "Zorra Total" antes do programa ser reformulado, foi flagrada em poses bem indiscretas neste domingo, 22. Ela foi vista na praia do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, enquanto trocava de biquíni.Isso mesmo que você leu. Sem a menor cerimônia, a morena ficou com os seios à mostra no momento de mudar o sutiã e depois também trocou a calcinha, deixando absolutamente tudo de fora!Segundo o fotógrafo que fez os cliques, Clariane estava acompanhada por uma equipe de profissionais, enquanto posava para um catálogo de moda praia, por isso a troca de biquíni. Nas imagens, no entanto, nenhum sinal de outra pessoa, a não ser a "peladona da praia".Após a troca de biquíni, a morena foi se refrescar no mar e, antes de entrar na água, deu uma empinada estratégica no bumbum. EGO

Adolescente de 14 anos é morta por ex-namorado após ‘ficar’ com outro rapaz em festa na PB

Uma adolescente de 14 anos foi assassinada com dois tiros na madrugada deste domingo (6) em São Sebastião de Lagoa de Roça (Agreste do estado, a 107 km de João Pessoa). O principal suspeito do crime é o ex-namorado da vítima.De acordo com o delegado Ramirez São Pedro, do Núcleo de Homicídios de Queimadas, o crime aconteceu horas após o suspeito ter visto a garota com outro rapaz em uma festa em um sítio da região. Ela havia terminado o namoro com ele há quatro meses e, desde então, recebia muitas ameaças.“Eles namoraram por dois meses e há quatro estavam separados, mas o suspeito não aceitava a situação e ameaçava muito a menina. Na noite de ontem [5], ele viu ela ‘ficando’ com outro rapaz em uma festa e novamente a ameaçou, dizendo que daquela noite ela não passava. A vítima relatou a ameaça a policiais militares que estavam na festa, mas o suspeito já tinha ido embora”, disse o delegado.Depois da festa, a garota foi dormir na casa de uma amiga. Por volta das 4h, o suspeito chegou lá…