Pular para o conteúdo principal

Morre, aos 98 anos, em Belo Horizonte, o arcebispo emérito da Paraíba, Dom José Maria Pires

O arcebispo emérito da Paraíba, Dom José Maria Pires, 98 anos, morreu na noite desse domingo (27) após passar mal em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. O sacerdote vinha enfrentando problemas de saúde desde que foi acometido por um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Dom José morre no dia em que Dom Helder Câmara morreu há 18 anos. Os dois eram muito ligados.


Amigos ligados ao arcebispo disseram que ele tinha viagem marcada para João Pessoa onde participaria de um evento religioso, mas a viagem foi cancelada depois que o médico que o acompanhava o proibiu devido a fragilidade do quadro de saúde.


O corpo de Dom José Maria Pires vai ser velado e enterrado nesta segunda-feira (28), em Belo Horizonte. Até a publicação dessa reportagem ainda não tinha sido divulgada causa da morte do religioso. (PB Hoje)

História

Nascido em Conceição do Mato Dentro aos 15 de março de 1919, foi o terceiro bispo de Araçuaí e o quarto arcebispo da Paraíba. É o bispo mais antigo em ordenação episcopal do Brasil.
Dom José nasceu no distrito de Córregos e aos onze anos entrou para o seminário, ordenando-se padre aos 22, em Diamantina, Minas Gerais. Sua ordenação a bispo veio em 1957, e a arcebispo, em 1966. Foi ordenado arcebispo na Igreja de Nossa Senhora do Rosário (foto). A celebração de posse acolheu caravanas de todas as regiões do Estado.

Foi bispo de Araçuaí, membro da Comissão Central da CNBB, presidente da Comissão Episcopal Regional do Nordeste. Renunciou em 29 de novembro de 1995.

Por meio de seu trabalho, sempre pautado numa inestimável atuação na época da ditadura militar, na qualidade de arcebispo, quando desenvolveu uma atuação pautada na conjunção da atividade religiosa com a defesa dos direitos humanos, fez da religião um meio para educar com vistas à mudança social.

Seu pastoreio na Arquidiocese foi fecundo sob vários aspectos, particularmente do ponto de vista da assistência social e da luta pelos direitos dos mais necessitados.

Dom José Maria Pires tinha como lema “Scientiam Salutis” (A ciência da Salvação). Tomou posse como Arcebispo da Paraíba em 27/03/1966 e renunciou em 29/11/1995. Atualmente, Dom José Maria Pires mora em Belo Horizonte (MG).

As Mais Visitadas

Parte da História da Cidade de Mari Paraíba-PB

Em 1873, com a passagem da Estrada de Ferro - CWRB (hoje Rede Ferroviária do Nordeste) na região onde se situa o município, foi construída uma Estação Ferroviária, hoje (Rádio Araçá), iniciando-se o povoamento do lugar que recebeu o nome de Araçá, fruto existente em grande quantidade na região.Em 1900, construiu-se a Capela, hoje (Paróquia do Sagrado Coração de Jesus) que atraiu novos moradores. Foi aberta, então, a primeira rua, a rua do comércio, progredindo o povoado, que alcançou a categoria de Vila, em 1938.Em 1946, as famílias de Manoel de Paula Magalhães e de José Leão de Oliveira, procedentes de Alagoas, implantaram e desenvolveram a cultura do fumo, antes uma das maiores riquesas do município.Em 1953, a Capela foi elevado à Paróquia, tendo como primeiro vigário o padre João de Noronha.Sua formação administrativa: Distrito criado com a denominação de Araçá, por ato municipal anterior a 02-03-1938 e em virtude do Distrito no parágrafo único do artigo 10 da Lei Estadual N° 424, …

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Mari - Imagem traduz a letra de Maria Anuciada Dias/União e Trabalho

Esta imagem que tem a igreja de fundo traduz a letra de Maria Anuciada Dias, da primeira parte do hino da cidade de Mari PB.
Hino:
                               IMinha terra hospitaleira tem um lindo céu de anil campos vastos e verdejantes
Sol e luar primaveris é Mari, cidade amada que guardo no coração és por Deus abençoada pedaço do meu Brasil
Oh!  Mari terra adorada
Eu te tenho grande amor
És cidade do trabalho
Terra do agricultor
O teu povo Bravo e forte tem por ti veneração segue o lema da tua bandeira
União e Trabalho Hino de Mari/PB
Letra e música: Maria Anuciada Dias
Criado em: 22/08/1989FOTO: via Facebook