Pular para o conteúdo principal

Angelita Lucas Presidente da AGI fala sobre boatos de fechamento da Rádio Araçá FM de Mari/PB

A Rádio e o Povo.declara Angelita Lucas Presidente da AGI que fala sobre boatos de fechamento da Rádio Araçá FM de Mari

Ouvi dizer que a Rádio Araçá de Mari, estaria a ponto de fechar. Espera um pouco, deixa eu raciocinar   diz Angelita que fala a respeito desta informação. Aqui 
dono. Minha mãe diz: "boca calada não entra mosca nem 
mosquito." Então tá ruim, na minha vai entrar um boi, 
porque só calo quando bater as "botas" (morrer), acho 
que ainda vou ficar de boca aberta no caixão. Minha 
solidariedade, a todos os colegas que estão sendo 
obrigados a ficarem e bocas fechadas. E a nossa Lei, está ficando mais velha que eu. Lei n º 5.250, de 9 de fevereiro de 1967. Será que ainda é essa? o "doutor" sabe me dizer?
Assina. Eu mesma. Radialista DRT 1721 e Jornalista 2071.
Até mais ver seu doutor.
, onde já se viu trancar as portas de uma emissora de comunicação? seja Comunitária ou não.  A Rádio é do povo. Se o povo não usufrui  é porque não tem conhecimento do direito. A Rádio comercial tem uma concessão pública não tem dono, e sim administradores, da mesma forma a Comunitária, quem deveria comandar era seu Zé da budega que faz parte da Comunidade. No nosso pais são milhares e rádios, mas o que observo,  é que estão sempre nas mãos de políticos, e quando não são, começa a picuinha pra se saber quem tem mais direito. Nos últimos anos várias emissoras  são queimadas por aí a fora, os radialistas são ameaçados e considerados de "merdas". Mas a final quem na verdade são os proprietários da nossa voz? e o povo, onde vão buscar seus direitos, com os profissionais amordaçados? Não sabemos mais o que fazer, se falamos a verdade somos capazes de terem os dentes arrancados e empurrados para dentro, como foi ameaçado um jornalista de Guarabira, os entrevistados agora, querem escolher as perguntas, assim não tem graça! Quando somos ousados, somos ameaçados a responder processo, porque fizemos uma pergunta que o "douotor" não quis responder, isso é Democracia? Liberdade de Expressão? Acho que desaprendi tudo que vi durante  vários anos fazendo um curso de rádio e jornal. A liberdade de imprensa é um dos pilares do estado democrático de direito, pois propicia que todos tenham acesso à informação, o que intimida a arbitrariedade estatal. Historicamente percebe-se que há certa interferência do poder público na divulgação de informações e ideias ao povo, prática que pode prejudicar na própria capacidade de formação do pensamento da sociedade. O direito à liberdade de imprensa nem sempre deve prevalecer sobre outros direitos fundamentais, já que todos eles são iguais aos olhos da Carta Magna. Por isto, não existe regra geral que possa ser aplicada visto que os conflitos ocorrem no exercício legítimo dos direitos. Mas beleza, processo é pra humanos mesmo, se não fosse, não existia a Justiça , mas ainda encabulada com esse negocin de rádio ter

Da Redação
Via: Blog do Marcos Andrade

As Mais Visitadas

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Ex-atriz da globo deixa vergonha de lado e fica completamente nua ao trocar biquíni em praia

Segundo fotógrafo que fez os cliques, Clariane Caxito estava posando para um catálogo de moda praia, por isso a desinibida troca de roupaClariane Caxito, atriz que participou do "Zorra Total" antes do programa ser reformulado, foi flagrada em poses bem indiscretas neste domingo, 22. Ela foi vista na praia do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, enquanto trocava de biquíni.Isso mesmo que você leu. Sem a menor cerimônia, a morena ficou com os seios à mostra no momento de mudar o sutiã e depois também trocou a calcinha, deixando absolutamente tudo de fora!Segundo o fotógrafo que fez os cliques, Clariane estava acompanhada por uma equipe de profissionais, enquanto posava para um catálogo de moda praia, por isso a troca de biquíni. Nas imagens, no entanto, nenhum sinal de outra pessoa, a não ser a "peladona da praia".Após a troca de biquíni, a morena foi se refrescar no mar e, antes de entrar na água, deu uma empinada estratégica no bumbum. EGO

Mari/PB: Anos dourado do futebol amador

Os anos 90 foram de glória para o futebol amador da bela cidade de Mari na Paraíba.
O estádio Pedro Thomé de Arruda foi palco de grandes jogos do concorrido campeonato Mariense. Grandes equipes à exemplo;  Botafogo de Tita, ABC da rua 15, 5 da manhã do amigo - amiguinho, Estrela Vermelha, Vasco, Palmeiras do Guarda e muitos outros...
Aos finais de semana, o campeonato Mariense era atração certa. A rivalidade entre as equipes despertavam o interesse do público que lotavam o estádio do Cruzeiro localizado no bairro Vermelho.
Um campeonato bem organizado, e com personagens inusitados; kinket massagista, o trio do Botafogo-Tita, Nô e Alexandre garapão, os irmãos do ABC, Ramo Mago do Abacaxi, Guarda do Palmeiras e etc...
Atrás do alambrado os torcedores, motivados pelos belos jogos, participavam de forma eufórica nas partidas. No estádio era fácil de encontrar lanches deliciosos; laranja, amendoim, pastel e o popular "dindin".
No estádio as discussões sadias entres os torced…