Pular para o conteúdo principal

João Pessoa tem opções para curtir feriado sem cair no Carnaval; confira

Quem não gosta muito de Carnaval e procura uma diversão mais tranquila durante o feriado deve encontrar uma variedade de opções de lazer em João Pessoa. Para os dias de folia, que começam neste sábado (25), há uma programação alternativa disponível em lugares como Estação Cabo Branco, Espaço Cultural e a Bica.

Estação Cabo Branco

Como informou a prefeitura, a Estação Cabo Branco, no bairro do Altiplano, vai fechar apenas na segunda-feira (27) para limpeza. No fim de semana e na terça-feira (28), a casa fica aberta das 10h às 19h. Já na Quarta-feira de Cinzas (1º), o espaço abre às 14h e fecha às 18h.

Ao todo, há sete exposições em cartaz no local. Uma delas se chama 'Entre Páginas', que mostra os trabalhos produzidos durante a Semana Nacional de Quadrinhos em janeiro. Outra, 'Natureza que Habito', expõe as obras de oito artistas plásticos, com curadoria de Ilson Moraes.

Os visitantes também podem conferir a mostra 'Nós', do artista plástico Márcio Rodrigues, e 'Todos Iguais. Todos Diferentes', uma exposição fotográfica do italiano Alberto Banal.  Além delas, tem a mostra coletiva 'Epifania', com peças em vários formatos de Guilherme Semmedo, Jandy Rocha e William Macedo. Também está prevista uma exposição de artesanato organizado pelo João Pessoa Artesã.

E também está aberta para visitação a exposição 'Biodiversidade em Recife de Corais' no primeiro pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco. A mostra, que permanece em cartaz até o fim de março, traz 19 fotografias subaquáticas produzidas pelo fotógrafo Dhieggo Gomes, que procura valorizar a biodiversidade nos recifes da área do Seixas, em João Pessoa.

Além disso, tem ainda o planetário, que está aberto no fim de semana, e aulas de Tai Chi Chuan, que vão ser oferecidas a partir das 15h do sábado pela Federação Paraibana de Tai Chi Chuan. Nesse mesmo dia, vai ser montado o Caminho do Conhecimento, onde um arte-educador deve fazer intervenções com o público. No prédio ao lado, a Estação das Artes, um projeto promove troca de livros. Para todas as atividades, a entrada é de graça.

Espaço Cultural

No espaço localizado no bairro de Tambauzinho, mais uma exposição está em cartaz para quem aprecia as artes plásticas. Na mostra 'Primas', estão expostas obras dos artistas Amauri Flor, J. Barreto e Flora Coura. Todos os dias, o local está aberto das 7h às 22h.

Outra opção é o Cine Banguê, que só funciona no sábado e na quarta-feira. Nesses dias, os filmes que vão ser exibidos no cinema são: 'O lamento', que conta a história de assassinatos em série ocorridos em um vilarejo na Coreia do Sul; 'A cidade onde envelheço', sobre uma jovem portuguesa que se muda para Minas Gerais; e 'Clarisse ou alguma coisa sobre nós dois', thriller nacional que narra o reencontro de um pai enfermo com a fillha. O ingresso custa R$ 10 (inteira). A programação completa está disponível no site do cinema.

Parques

Também vai estar aberto no feriado o Parque Zoobotânico Arruda Câmara, a Bica, no bairro do Roger. O espaço verde vai funcionar todos os dias, sempre das 8h às 16h, e só fecha na Quarta-feira de Cinzas (1º).

Outra opção está no Parque da Lagoa Sólon de Lucena, no Centro da cidade. Os 14 quiosques do parque abrem das 6h às 22h. Além das barracas de lanche, há um deck para festas e 35 mil metros quadrados de passeios pavimentados. E, para as crianças e praticantes de esportes, tem pista de patins, gangorra, tiro-lesa, parede de escalada e escorrego.

Já o Jardim Botânico Benjamim Maranhão, a Mata do Buraquinho, vai fechar nos dias de folga. O local só volta a abrir na quarta-feira, a partir das 12h.

G1

As Mais Visitadas

Prefeitos baianos do PMDB, DEM e outras siglas fazem fila de quase uma hora para tirar selfies com Lula

Ontem (19) pela manhã, o petista participou de um evento com mais de 60 prefeitos de cidades do interior baiano. Na plateia havia políticos de partidos como PMDB e DEM, que apoiaram o Senado investigasse a ex-presidente Dilma Rousseff e integram a base do governo Michel Temer. Quem via de longe pensava que as filas próximas ao palco para tirar uma selfie com Lula era da comunidade local, mas eram compostas na realidade por gestores das mais variadas correntes.Apesar das críticas de Lula ao atual presidente Michel Temer, os prefeitos formaram uma fila de quase uma hora para tirar fotos com o petista. Um prefeito do PMDB que pediu para não ter o nome divulgado explicou tanta admiração. Segundo ele, Lula é muito admirado no Nordeste e pode ser um grande cabo eleitoral para 2018.Lula usou um palavrão para criticar a situação econômica do País. "Este País é grande demais. Este País não nasceu para ser a m. que é", disse o ex-presidente que logo em seguida tentou se desculpar. &qu…

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Em legenda de transmissão ao vivo, Câmara Municipal de Sapé/PB comete erro de português e internautas não perdoam

Um erro de português na legenda de uma transmissão ao vivo da Câmara Municipal de Sapé deu o que falar nas redes sociais.Ao anunciar a realização da sessão itinerante que estava acontecendo no distrito de Inhauá, o responsável pela atualização das redes sociais cometeu uma gafe, trocando a palavra ‘itinerante’ que significa aquilo que se movimenta de um local para outro, exercendo algum tipo de função, trabalho, ofício, por ‘intolerante’, que corresponde a quem não aceita uma opinião contrária à sua.Rapidamente o erro foi percebido pelos internautas que nos comentários da publicação informavam sobre o equívoco.Em um aplicativo de mensagem foi grande a repercussão sobre a gafe da Câmara, em um dos áudios, um morador de Sapé chega a dizer que a palavra intolerante veio bem a calhar com a maneira de gerir do presidente da Casa, Johni Rocha (PSDB). Informações do Blog do Ninja