Pular para o conteúdo principal

Mariense, Linda Feitoza, concorre ao prêmio Maestro Guerra-Peixe de Cultura na cidade de Petrópolis-RJ

Revista Páginas - Acontece nesta noite de sábado (18) na cidade de Petrópolis, região serrana do Rio, a entrega do Prêmio Maestro Guerra-Peixe de Cultura 2017, a cerimônia aberta ao público é realizada em um dos principais palcos da Cidade Imperial, o Theatro D. Pedro. São 42 indicados nas 10 categorias, além do Notório Reconhecimento, que exaltam a diversidade e riqueza cultural no cenário local.

Natural da cidade de Marí na Paraíba, Linda Feitoza, que reside na cidade imperial, concorre ao prêmio na categoria especial com
o Clube de Leitura Leia Mulheres

Petrópolis é berço de nomes reconhecidamente importantes no cenário cultural nacional, como César Guerra-Peixe, que inspira o prêmio, criado em 2010, com o intuito de valorizar e destacar o melhor da cultura local em todas suas manifestações e vertentes. O objetivo é reconhecer e incentivar, cada vez mais, as produções culturais da Cidade Imperial.

Conheça os indicados ao Prêmio

Música popular
Ana Sampaio, pelo espetáculo “80 anos de Maysa”;
Gus Monsanto, pelo álbum “Karma Café”
Banda Hover, pelo álbum “Never Trust the Weather”
Daniel Miranda e Paulo Sá, pela apresentação no Palácio Itaboraí

Música Erudita
Anna Leone, pelo concerto “Violão solo”
Canarinhos de Petrópolis, Meninas dos Canarinhos de Petrópolis e Orquestra Filarmônica de Petrópolis, pelo concerto “Réquiem de Fauré”
Gustavo Quaresma, pelo destaque no oratório “A Paixão segundo São João”, de Bach
Canarinhos de Petrópolis, Meninas dos Canarinhos de Petrópolis e Orquestra Filarmônica de Petrópolis, pelo concerto do oratório “A Paixão segundo São João”, de Bach

Teatro
Cia. de Teatro Bobos da Corte, pelo espetáculo “A Estrela do Circo”
Cia. Teatral Pano em Cena, pelo espetáculo “Beijo no Asfalto”
Grupo Teatral Povo do Cafundó, pelo espetáculo “Ciranda dos Pássaros”
Teatro Circense Andança, pelo espetáculo “Da Outra Margem do Rio”.

Dança
Ballet Heloisa Schanuel, pelo espetáculo “Sonho de uma noite de verão”
Cia. de Dança Hip Boi, pelo espetáculo “Índios do Brasil”
Cia. Ritmo das Ruas, pelo espetáculo “Na Rua Também tem Arte”
Geovane Silva, pelo espetáculo “Tempo”

Artes visuais
Camilo Moreira - Exposição “Criando e Perpetuando Objetos”
Cláudio Partes - Exposição “Arqueologia Contemporânea”
Lua Machado - Exposição “As faces da Lua”
Lúcia Lage - Exposição “Náufragos”

Literatura
Carmem Teresa Elias - “Perdidos Atávicos”
Catarina Maul - “Contando e Cantando os Sonhos de Dumont”
Dom Gregório Paixão - “A Catedral de Petrópolis”
Miguel Barreto - “A Indústria do Mero Aborrecimento”

Audiovisual
Diana Iliescu, pelo filme “Ordenha”
Gregori Bastos, pela produção no videoclipe “Horário de Verão”
Mateus Tavares, pelo “Medologia”, canal no Youtube
Soma Skate Arte, pelo filme “Interiorano”

Comunicação
Agenda Cultural – Diário de Petrópolis
Jeane Avellar – site “Petrópolis para Crianças”
Marianne Wilbert - Site “Acontece em Petrópolis”
Rodrigo AK Henter - Blog “Keep it Real”

Produção Cultural
Ensino Médio Integrado em Produção de Áudio e Vídeo - 7° Mostra Audiovisual
Estúdio Aldeia - Programação cultural anual
Fórum Itaboraí - Quartas Culturais
Nação Hip Hop – 2° Festival de Cultura Urbana

Categoria Especial
Comissão Municipal da Verdade, pela Semana da Memória, Verdade e Justiça
Editora Vozes, pelo lançamento da Coleção “Vozes de Bolso”
Inter TV de Petrópolis, pelo Espaço Cultural Inter TV
Linda Feitoza, pelo Clube de Leitura Leia Mulheres

Categoria Notório Reconhecimento
Luiz Áquila – Pintor, desenhista, gravador, professor
Maestro Gilberto Bittencourt

Janela para a Saudade – Agentes culturais falecidos em 2016
Frei Antônio Moser
Moisés Pregal
Gian Calvi
Marcos Balthar
Sidônio Fernandes
Regina Adão
Diogo Bento
Luis Fernando
Marcelo Rocha
Flora Guerra-Peixe Müller
Maria Chermont
Bety Watkins

As Mais Visitadas

Prefeitos baianos do PMDB, DEM e outras siglas fazem fila de quase uma hora para tirar selfies com Lula

Ontem (19) pela manhã, o petista participou de um evento com mais de 60 prefeitos de cidades do interior baiano. Na plateia havia políticos de partidos como PMDB e DEM, que apoiaram o Senado investigasse a ex-presidente Dilma Rousseff e integram a base do governo Michel Temer. Quem via de longe pensava que as filas próximas ao palco para tirar uma selfie com Lula era da comunidade local, mas eram compostas na realidade por gestores das mais variadas correntes.Apesar das críticas de Lula ao atual presidente Michel Temer, os prefeitos formaram uma fila de quase uma hora para tirar fotos com o petista. Um prefeito do PMDB que pediu para não ter o nome divulgado explicou tanta admiração. Segundo ele, Lula é muito admirado no Nordeste e pode ser um grande cabo eleitoral para 2018.Lula usou um palavrão para criticar a situação econômica do País. "Este País é grande demais. Este País não nasceu para ser a m. que é", disse o ex-presidente que logo em seguida tentou se desculpar. &qu…

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Em legenda de transmissão ao vivo, Câmara Municipal de Sapé/PB comete erro de português e internautas não perdoam

Um erro de português na legenda de uma transmissão ao vivo da Câmara Municipal de Sapé deu o que falar nas redes sociais.Ao anunciar a realização da sessão itinerante que estava acontecendo no distrito de Inhauá, o responsável pela atualização das redes sociais cometeu uma gafe, trocando a palavra ‘itinerante’ que significa aquilo que se movimenta de um local para outro, exercendo algum tipo de função, trabalho, ofício, por ‘intolerante’, que corresponde a quem não aceita uma opinião contrária à sua.Rapidamente o erro foi percebido pelos internautas que nos comentários da publicação informavam sobre o equívoco.Em um aplicativo de mensagem foi grande a repercussão sobre a gafe da Câmara, em um dos áudios, um morador de Sapé chega a dizer que a palavra intolerante veio bem a calhar com a maneira de gerir do presidente da Casa, Johni Rocha (PSDB). Informações do Blog do Ninja