Pular para o conteúdo principal

Marí/PB: Comunicador deixa apresentação de programa jornalístico na Araçá FM e internautas dizem ser por perseguição política

Conhecido por sua irreverência e credibilidade na comunicação local, o comunicador Paulo Sérgio, deixa a apresentação do programa radiofônico Notícias e Debates da Rádio Comunitária Araçá FM do município de Mari na Paraíba.  

Sua veemência na condução do jornalístico local, gerou um atrito ideológico com atual direção da emissora. Desde que assumiu o comando do programa, Paulo Sérgio, abriu todos os espaços possíveis para a sociedade em todas as suas esferas, certamente contrariando a filosofia do presidente em exercício da emissora, Zezinho do Evangelho.

Os moldes do programa tornou-se um palco de concentração dos problemas da população mariense. Com isso o comunicador naturalmente sempre se posicionou favorável ao povo, gerando um desconforto explícito na classe política do município. As críticas aguçadas ao ex e principalmente ao atual prefeito do município, fizeram do comunicador uma espécie de porta-voz da sociedade.

A tentativa de silenciar e controlar a postura do comunicador não fez efeito, seu impedimento, possivelmente arquitetado nos bastidores, fizeram Paulo Sérgio, agir rápido e se afastar espontaneamente do programa pela "porta da frente".

Após o seu anuncio no programa de hoje(25) de sua saída do radiofônico, o caso tomou as redes sociais com grande repercussão. Boa parte das participações dos internautas, foram de críticas a postura da emissora e creditaram a saída de Paulo Sérgio como ação politiqueira. Veja os comentários desta página no Facebook  (Aqui).

Por mais de uma década Paulo Sérgio comanda programas na emissora comunitária local.

O Revista Páginas tentou contato com o comunicador mais não obteve êxito. 

As Mais Visitadas

Prefeitos baianos do PMDB, DEM e outras siglas fazem fila de quase uma hora para tirar selfies com Lula

Ontem (19) pela manhã, o petista participou de um evento com mais de 60 prefeitos de cidades do interior baiano. Na plateia havia políticos de partidos como PMDB e DEM, que apoiaram o Senado investigasse a ex-presidente Dilma Rousseff e integram a base do governo Michel Temer. Quem via de longe pensava que as filas próximas ao palco para tirar uma selfie com Lula era da comunidade local, mas eram compostas na realidade por gestores das mais variadas correntes.Apesar das críticas de Lula ao atual presidente Michel Temer, os prefeitos formaram uma fila de quase uma hora para tirar fotos com o petista. Um prefeito do PMDB que pediu para não ter o nome divulgado explicou tanta admiração. Segundo ele, Lula é muito admirado no Nordeste e pode ser um grande cabo eleitoral para 2018.Lula usou um palavrão para criticar a situação econômica do País. "Este País é grande demais. Este País não nasceu para ser a m. que é", disse o ex-presidente que logo em seguida tentou se desculpar. &qu…

Vergonha do que fizeram com Fábio Assunção

(Ou, sobre empatia, compaixão, solidariedade). (Fabrício Carpinejar)Fiquei chocado com os vídeos do ator Fábio Assunção estirado no chão e preso em viatura em Arcoverde (PE). Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos, com consciência para ajudar e que não demonstraram nenhum interesse para socorrer e amparar alguém claramente necessitado e com dificuldades de se manter em pé e articular um raciocínio lógico. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa. Onde está a compaixão do país? O que identifico é que torcemos pela queda de nossos heróis, pelo fim de exemplos. Odiamos silenciosamente aquele que alcança o sucesso. E permanecemos à espreita, como urubus …

Fla encaminha empréstimo do atacante paraibano Thiago Santos para o futebol da Índia

Revista Páginas - Segundo a Coluna do Flamengo, site que trata só de assuntos do rubro-negro carioca, o jogador Thiago Santos, natural da cidade de Mari, na Paraíba, será emprestado ao Mumbai City, da índia. O jovem atleta irá assinar contrato de sete meses com o clube indiano.O time é o mesmo do uruguaio Diego Forlán, craque da Copa de 2010. Cafú, também cria do Flamengo como Thiago Santos, atuou pelo clube em 2016.O paraibano Thiago Santos subiu aos profissionais do Flamengo no começo de 2016, mas nunca teve muitas oportunidades. Neste ano, o atacante teve uma série lesão do joelho antes do começo da temporada e ainda não entrou em campo.O jogador de 22 anos tem sete jogos e um gol pelos profissionais do clube.